Home MUSEU Cultura Chinesa Querer ir para Sul com a Carruagem a Andar para o Norte

Querer ir para Sul com a Carruagem a Andar para o Norte

Este provérbio é usado pelos chineses para criticar ou satirizar os que agem de forma contrária à razão, e os que, em vez de atingirem os seus objetivos, se afastam cada vez mais deles.

Este provérbio é uma tradição que remonta ao período dos Reinos Combatentes, que teve lugar há dois mil anos.

O soberano do reino Wei pretendia desencadear uma guerra contra o reino Zhao. O ministro Ji Liang, que se encontrava num terceiro reino em missão diplomática, inteirou-se da situação e não perdeu tempo em voltar ao seu país, a fim de pedir ao rei uma audiência para tentar impedi-lo de executar o seu plano de guerra.

Uma vez em presenção do rei, dirigiu-se-lhe da seguinte forma:

-- Meu respeitável senhor!Quando regressava ao nosso reino, encontrei um homem numa carruagem que corria em direção ao norte, mas ele disse-me que se dirigia para o reino Chu. Perguntei-lhe então: “Mas se o reino Chu fica no Sul, porque é que está a dirigir-se para Norte?”

O homem, sem ligar à minha pergunta, respondeu com toda a calma: “O senhor não vê como os meus cavalos são velozes?”

“Por mais velozes que sejam os seus cavalos, nunca chegará ao seu destino”, retruquei eu então.

“Olhe, meu bom amigo, eu trago muito dinheiro para a viagem”, respondeu-me o homem, ao que eu lhe retorqui que, por mais dinheiro que tivesse, nunca conseguiria chegar ao reino Chu.

O homem deu uma gargalhada, dizendo-me: “Não se preocupe, meu bom amigo, pois o meu cocheiro é o melhor do mundo”.

Terminada a história, disse o ministro ao rei:

Não é mesmo estúpido? Por mais velozmente que os seus cavalos corram, por mais dinheiro que leve, e por melhor que seja o seu cocheiro, nunca chegará ao seu destino, pois segue na direção errada. As boas condições de que goza só lhe servirão para se afastar cada vez mais do seu objetivo.

O ministro fez uma pausa, e continuou:

-- Agora... o mesmo está a acontecer com Vossa Alteza. Com o vosso vasto território e com as vossas tropas bem treinadas, pretendeis invadir um outro reino em busca da hegemonia. Porém, a meu ver, Vossa Alteza está a comportar-se da mesma forma que aquele homem que, com a carruagem a andar para Norte, pretende ir para Sul. Para obter o controle de todos os reinos, deve obter em primeiro lugar a confiança de todos. Ao recorrer à guera, se afastará do seu objetivo.

Aceitando a crítica do seu ministro, o rei Wei suspendeu o seu plano de guerra.

Desta antiqüíssima história ficou o probérbio chinês Querer ir para Sul com a carruagem a andar para o Norte.