Home MUSEU Cultura Chinesa Templo Suspenso

Templo Suspenso

Na província do Shanxi, norte da China, existe um antigo templo construído nos precipícios. Trata-se do Templo Xuankong, Suspenso no Ar.

O Templo Xuankong se localiza perto da cidade de Datong da província do Shanxi. Foi construído há mais de 1400 anos. É o único templo que se integra em si as características do budismo, o taoismo e o confucionismo.

O Templo está encravado em uma enorme parede de precipício no fundo de um vale da montanha Hengshan. A cerca de 50 metros do chão, ele parece uma miniatura sustentada por dezenas de pilares de madeira delgados e compridos. Possue 40 cômodos grandes ou pequenos interligados por trilhas suspensas.

Em cima do templo, há um grande penhasco sobressalente, que aparentemente pode cair a qualquer momento. Mas, foi ele que protege, como uma enorme guarda-chuva, o templo das chuvas. Com a posição alta, as inundações nunca atingiram o templo. E os picos em volta do templo serve-lhe “biombos” ou “guarda-sol” e mesmo no pleno verão, o templo está exposto ao sol apenas três horas por dia. Por estas razões, o templo permanece intacto apesar de mais de 1400 anos.

Muitas pessoas consideram que os pilares de madeira de uns 10 centímetros de diámetro sustentam o templo. Na realidade, são as vigas horizontais que estão encrustadas na parede do precipício que sustentam o conjunto arquitetônico. Elas são feitas de madeira duma espécie de árvore da região que é muito dura e resistente. As madeiras passaram por vários processos inclusive tinham sido mergulhadas em óleo da árvore Tong e eram anticorrosivas e antiverminosas.

Pessoas podem perguntar porque construiu-se o templo em precipíos. Antigamente, passou pelo local uma importante via de transporte. A construção dum templo visava facilitar aos passageiros a oferecer incenso a seus cultos. Passava um rio ao sopé do monte perto do templo e as chuvas no verão costumavam causar inundações no sítio. Por isso, o templo foi erguido no alto do abismo.

Num penhasco ao lado da trilha está gravada uma inscrição que se lê “Sabedoria de Gongshu”, que enaltece a arquitetura genial do templo. Gongshu é um arquiteto antigo há mais de 2 mil anos. É considerado o ancestral dos arquitetos chineses.