Home MUSEU Cultura Chinesa História de Kong Rong Neto de Confúcio

História de Kong Rong Neto de Confúcio

Confúcio, grande pensador, educador e filósofo da antigüidade chinesa, viveu no século VI antes de nossa Era. A doutrina por ele criada tornou-se um dos cernes da cultura chinesa e o ortodoxo pensamento que orientou a sociedade chinesa durante mais de dois mil anos. Entre os descendentes de Confúcio, surgiram muitas personalidades famosas. Kong Rong, neto de Confúcio da 20ª geração, foi um deles.

Kong Rong foi um famoso erudito da dinastia Han, no século II. Desde a criança, Kong Rong, sob influência de sua família, era inteligente e famoso pela capacidade de se expressar.

 Li Yuanli era o prefeito da cidade de Luoyang e muito famoso por sua arrogância e erudição. Kong Rong, com apenas dez anos de idade, queria ser recebido por Li. Um dia, chegou à porta da residência do grande erudito e pediu ao porteiro comunicar sua presença ao dono de casa. O porteiro, vendo Kong Rong apenas como uma criança, mandou-o embora. Mas, Kong Rong insistiu e disse ao porteiro: “Sou parente do senhor Li. Ele me receberá, sem dúvida”.

O porteiro comunicou a presença da visita a Li Yuanli. Este estranhou, pois não tinha um parente com tal nome, mas decidiu receber Kong Rong.

 Li Yuanli perguntou ao menino com curiosidade: “porquê disse que temos laços de parentesco?”

Kong Rong respondeu: “Sou descendente de Confúcio e você, descendente de Lao Zi. O mundo sabe que Confúcio pediu lições a Lao Zi sobre problemas rituais. Por isso, os dois mantiveram relações professor-aluno, bem como nossas famílias unidas desde a antigüidade!”.

 A casa de Li estava forrada de visitantes e estes ficaram admirados com a capacidade de expressão de Kong Rong. Mas, um outro famoso erudito da época, Chen Wei, não pensava assim e disse: “as pessoas podem ser inteligentes quando crianças, mas podem não sê-lo quando adultos”. Kong Rong retrucou imediatamente: “Assim, penso que o senhor Chen era muito inteligente quando era criança”. Chen Wei emudeceu.

Quando adulto, Kong Rong foi nomeado como chefe do executivo do governo regional. No Período dos Três Reinos, o país estava dividido. Kong Rong, erudito que mostrava sempre sua preocupação e angústia com o cenário do país, foi morto por Cao Cao, outra personalidade muito famosa na história chinesa.