Home MUSEU Terapias Chinesas Diagnósticos da medicina chinesa

Diagnósticos da medicina chinesa

Os médicos captam informações do doente através da observação visual, questionário, pulso e observação auditivo-olfativa, a fim de orientar o tratamento. Os quatro métodos de diagnóstico são independentes que não podem ser substituídos um por outro.

Observação visual:

O exame se concentra na aparência da pessoa com respeito aos sinais e aspectos da pele. Observam-se mudanças físicas nos orifícios sensórios, juntamente com qualquer secreção ou excreção anormais.

Examina-se a língua, avaliando sua mobilidade, formato, cor (indica o estado de sangue) e camada superficial. A língua reflete com precisão o estado dos Órgãos e Substâncias e a presença de quaisquer influências perniciosas. Também são importantes a observação do rosto, olhos, unhas e dedos.  

Observação auditivo-olfativa:

Dá atenção a qualidade da voz; ao ritmo, força e profundidade da respiração e aos sons e odores anormais emitidos pelo organismo.

Questionário:

  As perguntas são para colher informações do doente, a fim de diagnosticar e identificar a doença.

As perguntas abrangem uma área ampla que vai do regime alimentar as emoções, passando pela regularidade das evacuações. (Sensações de calor e frio, transpiração, dores ou sensações incomuns, apetite e sede, eliminação de resíduos, sono, rotina diária, histórico clínico, ciclo reprodutivo e problemas associados, início e desenvolvimento da doença, equilíbrio emocional, memória etc). Além disso, o médico também colhe dados sobre o doente, tais como o matrimônio, história da doença, da família etc..

Toque e Pulso:

O terapeuta sente os meridianos, pontos e tecidos para conhecer informações importantes sobre a natureza da doença. O abdômen  e as costas são apalpados (nos pontos de reflexos) .
Tem-se uma atenção maior com o exame dos batimentos cardíacos no pulso, pois neste ponto pode-se obter uma impressão global do corpo, juntamente com as informações específicas sobre os Órgãos e Meridianos. Com os dedos anular, médio e indicador nos pulsos do cliente (ver figura) onde se localiza a artéria radial bem abaixo do punho na linha do dedão.