Home MUSEU Cultura Chinesa Nü Wa restaura a abóbada celeste

Nü Wa restaura a abóbada celeste

A deusa Nü Wa é exótica. Meia humana, meia dragão, é um dos primeiros personagens da mitologia chinesa. Segundo afirma uma lenda, foi ela quem criou a humanidade.

Depois que Pan Gu criou o universo, Nü Wa viajava por todo o mundo. Naquele tempo, a Terra era habitada por animais, pássaros e peixes, bem como floresciam árvores e flores. Mas, Nü Wase sentia-se só. Em certa ocasião, ajoelhou-se no chão e tomou um punhado de terra e a misturou com água para moldar uma figura à sua imagem e semelhança. Mas, fez-lhe duas pernas em vez do corpo do dragão. Surgiu uma figura que podia falar e andar. Nü Wa a chamou de Ren, Homem. Quando terminou seu trabalho, a figura ganhou vida: era o primeiro ser humano. Nü Wa se sentiu tão contente com sua criação, que continuou modelando mais figuras, de homens e mulheres, quem dançaram alegremente ao seu redor fazendo-lhe esquecer a solidão.

Nü Wa queria povoar os seres humanos em toda a Terra, mas estava cansada de tanto trabalhar. Para acelerar o ritmo, pegou uma corda, molhou-a na lamas do fundo do rio, tirou-a e começou a agitá-la. A lama se espalhou pelo mundo e, ao cair no chão, tornava-se um ser humano.

Mas, Nü Wa tinha novas preocupações: as pessoas iriam morrer, e o trabalho de sua criação nunca acabaria, o que fazer? Então, ela uniu os homens e as mulheres por matrimônio para que procriassem e assumissem a responsabilidade de nutrir seus filhos. Desta maneira, perpetuou a humanidade.